Buscar
  • pedrohenrique993

Cooperativismo X Futebol - Quais são as suas semelhanças? - Por Pedruvisk

Estádio Paulo Machado de Carvalho "Pacaembu", São Paulo/SP - (2017). Foto/Reprodução: Pedruvisk

O cooperativismo é um movimento cada vez maior no território brasileiro. Cidades como Atibaia, Franco da Rocha e Guarulhos, tem adotado o método cooperativista habitacional para conseguir a sua moradia, que é tão desejada e sonhada pela população brasileira. Com a inflação do mercado imobiliário, as cooperativas tendem a se tornar a preferência dos cidadãos.

Um dos exemplos que temos de cooperativas habitacionais é a Cooperativa Habitacional de Investimento, Construção e Moradia – CICOM, ou como é popularmente conhecida, Cooperativa CICOM. Fundada em 2017, a CICOM veio para suprir a grande necessidade de uma moradia com um custo acessível aos moradores do munícipio de Guarulhos, uma vez que a cidade é a maior não capital do país, com uma população que ultrapassa a marca de um milhão e meio de habitantes, como também é a melhor localizada geograficamente do estado de São Paulo, com suas rodovias interligando acessos para outros estados como Minas Gerais e Rio de Janeiro, além de cidades do interior, litorâneas e até mesmo, perto da própria capital, São Paulo.


Mas como o cooperativismo se assemelha ao futebol?



Em algum momento da vida contemporânea, todos os seres humanos tiveram algum contato, mesmo que indiretamente, com o futebol. Seja na Copa do Mundo ao torcer pela seleção brasileira ou até mesmo, com crianças jogando futebol no meio da rua, da maneira mais simples possível – Isso é algo que está enraizado nos brasileiros, com a sua paixão vindo até mesmo direto do berço.

O futebol é um esporte coletivo. Ninguém conseguirá ganhar uma partida jogando sozinho. É preciso de companheiros para a defesa, para o meio e para o ataque – Não entraremos no mérito da questão de formações táticas, mas sim, sobre a sua coletividade. São onze jogadores que devem ser distribuídos pelo campo, sendo obrigatório um jogador ficar na função de goleiro e os dez restantes, devem ser distribuídos da maneira que o treinador desejar.

Assim como o cooperativismo, o futebol necessita da ambição e vontade de todos ali para conseguirem chegar ao objetivo em comum – Na cooperativa habitacional, a adimplência para a entrega de unidades habitacionais; no futebol, a vontade e técnica dos jogadores para se fazer o gol.

Olhando-se de um modo geral, parece ser algo simples e fácil de se fazer. Porém, a parte interna da cooperativa em se fazer um projeto, é altamente elaborada e minuciosamente cuidada, para que os protagonistas, ou melhor, sócios cooperados, consigam aquilo que tanto almejam, a moradia. No futebol, não é diferente. O treinador precisa lidar com as pressões da mídia, torcida e elaborar um bom esquema tático, que perfure a marcação adversária e seja beneficiado com os gols.

Quando tudo ocorre dentro dos parâmetros, mesmo que, com alguns obstáculos, todos conseguem desfrutar e beneficiam-se dos seus esforços que exigiram muito afinco, suor e concentração. O cooperado poder olhar de sua janela para o céu e refletir que finalmente ele conquistou o seu sonho, a sua morada onde sua família poderá viver, é uma grande satisfação e consolidação para a cooperativa. Levantar uma taça de campeonato ao final da temporada, é a mesma sensação que os jogadores e torcedores tem, assim como na cooperativa. A sensação de um dever cumprido.


Exemplos do sucesso cooperativista no futebol


Um time que pode ser usado como exemplo de cooperação com muito sucesso, é o time do FC Barcelona da temporada 2008/09. Comandados pelo novato treinador Pep Guardiola, foram vencedores de todas as competições que disputaram: Campeonato Espanhol, Copa do Rei, Liga dos Campeões, Supercopa da Espanha, Supercopa da Europa e Mundial de Clubes. O resultado de uma boa estrutura montada por Guardiola, fez que os jogadores usassem o famoso “Tiki-Taka”, que ficou mundialmente conhecido após os seis títulos. Com a bola sendo passada e trabalhada por todos os jogadores, começando pelo goleiro, que sua função anteriormente era somente defender os chutes que vinham em sua meta.


No Brasil, tivemos um fenômeno parecido de 1990 até 1994, com o trabalho do treinador Telê Santana pela equipe do São Paulo FC, conquistando o Campeonato Paulista, Campeonato Brasileiro, Copa Libertadores da América, Supercopa Libertadores da América e Mundial de clubes. O coletivismo dos jogadores criando uma unidade única, se baseia na maneira dos onze titulares cooperarem uns com os outros mutuamente, para chegar ao resultado. O prestígio dos títulos veio após utilizarem este método, sendo lembradas até hoje pelos torcedores do clube.


Sobre a CICOM


A CICOM é umas das cooperativas que atuam no estado de São Paulo promovendo o acesso social às habitações. O processo começa com a identificação de um terreno adequado a um projeto habitacional. Na sequência, inicia-se a abertura de cadastramento para que pessoas interessadas se unam com o objetivo de fazer as aquisições dos imóveis. Os cooperados acompanham todas as etapas envolvidas desde o início. Após este processo é desenvolvido o projeto de engenharia e, então, a cooperativa se encarrega de realizar arrecadações entre seus cooperados ou ainda, de buscar crédito e então contratar uma empresa construtora para executar as obras. A cooperativa dispõe hoje de diversos dispositivos de segurança que garantem a confiabilidade no processo, extinguindo mitos e conceitos que antes colocavam em dúvida os investimentos.

Coluna escrita por Pedro Piquetti “Pedruvisk” – Colunista esportivo e amante do futebol em geral desde 2000.

23 visualizações0 comentário